Crítica Piagetiana ao Esquema Estímulo-Resposta do Associacionismo**

Propomos uma pequena provocação para inciar postagens acadêmicas desse blog. A provocação consiste em apontar a possível crítica de Jean Piaget à adequação do esquema estímulo-resposta proposto pelo associacionismo para a explicação do comportamento.

Brevemente, podemos dizer que, na interação entre o sujeito-organismo e o meio, há uma substancial troca de informação. Essa troca depende do sistema de esquemas de ação do qual o sujeito-organismo é constituído. Entender a assimilação da informação pelo sujeito-organismo implica, assim, a compreensão da dinâmica de construção desse sistema de esquemas.

A dinâmica de construção desses esquemas se dá pelo processo de adaptação do sujeito-organismo ao meio. Assim, segundo Jean Piaget, o sujeito-organismo é constituído por uma estrutura adaptativa prévia que lhe permite assimilar a informação, mas ao assimilar a informação sua estrutura pode se modificar, por acomodação, transformando a nova assimilação de um mesmo estímulo pelo sujeito-organismo. Nesse sentido, um mesmo estímulo (informação fornecida pelo meio) pode gerar respostas diferentes no mesmo sujeito-organismo.

Dessa forma, temos que a explicação do comportamento do sujeito-organismo não se traduz adequadamente pelo esquema estímulo-resposta proposto pelo associacionismo.

** Resumo de comunicação apresentada e publicada nos Anais do V Encontro Internacional de Informação, Conhecimento e Ação – Informação, Tecnologia e Ação, promovido pela Sociedade Brasileira de Ciência Cognitiva – SBCC e pelos Programas de Pós-Graduação em Filosofia e Pós-Graduação em Ciência da Informação da Faculdade de Filosofia e Ciência da UNESP – Marília-SP em Outubro/2007.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *